CPGACS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA (CIÊNCIAS DO SOLO) INSTITUTO DE AGRONOMIA Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: LORRAINE CRISTINA HENRIQUE ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LORRAINE CRISTINA HENRIQUE ALMEIDA
DATA : 18/12/2020
HORA: 09:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

Controle Termobioquímico do Raquitismo da Soqueira em Mudas Pré-Brotadas de Cana-de-Açúcar


PALAVRAS-CHAVES:

Cana-de-açúcar. Termoterapia. Bactérias promotoras de crescimento de plantas. Leifsoniaxylisubsp. xyli,


PÁGINAS: 50
RESUMO:

Na cultura da cana-de-açúcar, utiliza-se tratamento térmico para controle de uma importante doença, o raquitismo da soqueira, causado pela bactéria patogênica Leifsoniaxylisubsp. xyli (Lxx). Para diminuir o inóculo de tal patógeno na produção de mudas pré-brotadas, utiliza-se tratamento térmico nos minitoletes com água a 52°C por 30 min. Todavia, estudos mostraram que tal tratamento apresenta escapes que servem como fonte deinóculo. Dentre os efeitos benéficos das bactérias promotoras de crescimento vegetal, acredita-se que estas podem atuar como supressores de doenças por competir por sítios de colonização, uma vez que tanto bactérias diazotróficas endofíticas como a Lxxpodem colonizar vasos do xilema. O objetivo do presente trabalho foi de aperfeiçoar o tratamento térmico com a incorporação de um aditivo químico ao tratamento térmico à 52°C de forma a reduzir o tempo do tratamento térmico e minimizar perdas de germinação das gemas e juntamente com a inoculação com bactérias promotoras de crescimento vegetal, melhorar a eficiência no controle da Lxx.  Para tal foram realizados experimentos onde se mediu o índice de velocidade de brotação (IVB), a sobrevivência de bactérias diazotróficas pelo Método do Número Mais Provável (NMP), a contribuição dafixaçãobiológica de N2 pela técnica de redução de Acetileno (ARA) e a quantificaçãodo  controle da Lxx através da técnica de qPCRusando primers espécie específicos.  Os tratamentos avaliados foram: tratamentos térmico com água a 52°C por 30"; solução de ácido acético 2%; sem tratamento térmico ou aditivo (controle); controle não inoculado;  inoculado com a mistura de 5 estirpes/espécies de bactérias (Nitrospirillumamazonense, Herbaspirillumseropedicae, H.rubrisubalbicans, Paraburkholderiatropica eGluconacetobacterdiazotrophicus). 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JEAN LUIZ SIMÔES DE ARAÚJO - EMBRAPA
Interno - 2626406 - LEANDRO AZEVEDO SANTOS
Externo ao Programa - 2136627 - NIVALDO SCHULTZ
Presidente - 631.052.847-53 - VERONICA MASSENA REIS - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 04/12/2020 11:10
SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - COTIC/UFRRJ - (21) 2681-4638 | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sig-node4.ufrrj.br.producao4i1