CPGACS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA (CIÊNCIAS DO SOLO) INSTITUTO DE AGRONOMIA Telefone/Ramal: Não informado

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCO AURÉLIO BARBOSA ALVES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCO AURÉLIO BARBOSA ALVES
DATA : 08/12/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Video-conferência
TÍTULO:

PRODUÇÃO E TRANSPORTE DE SEDIMENTOS NA REGIÃO DO ALTO E MÉDIO TELES PIRES-MT UTILIZANDO O MODELO SWAT E SIMULADOR DE CHUVAS


PALAVRAS-CHAVES:

Erosão hídrica, simulação hidrológica, uso e ocupação do solo, InfiAsper


PÁGINAS: 27
RESUMO:

Dentro do contexto agropecuário em que o estado do Mato Groso está inserido, é notório o avanço da conversão de matas nativas em áreas com atividades agropecuárias visando a produção em larga escala. Com isso, recursos naturais são amplamente afetados, sobretudo o solo, a disponibilidade hídrica e a biodiversidade. Diante da necessidade de simular e quantificar a perda de solo e água na bacia do Rio Teles Pires, é preciso lançar mão de técnicas eficientes e o modelo SWAT surge como uma ferramenta capaz de monitorar o avanço das conversões em série, quantificando as perdas de solos e água em resposta às mudanças atuais e a diferentes cenários futuros de nos usos do solo a nível de bacia. Por outro lado, o simulador de chuva é um equipamento capaz de simular perdas de solo e água com intensidade de chuva calibrada em diferentes tempos de aplicação. O objetivo do trabalho é quantificar o impacto de mudanças no uso ocupação do solo sobre a produção e o transporte de sedimentos por meio da calibração e validação do modelo SWAT (Soil and Water Assessment Tool) e avaliar as perdas de solo in situ em diferentes usos do solo na bacia do Rio Teles Pires, utilizando simulador de chuvas InfiAsper. O trabalho será realizado na Bacia do rio Teles Pires, nas sub-bacias dos rios Renato e Caibi. A perda de solo estimada pelo modelo SWAT e quantificada em chuva simulada será relacionada com os diferentes usos e ocupação do solo: lavoura, pastagem e mata nativa, e estes serão avaliados em diferentes seguimentos das sub-bacias (alto, médio e baixo).  Espera-se diagnosticar a influência dos diferentes usos e ocupação dos solos da bacia do Rio Teles Pires (Alto e Médio) na produção de sedimentos, levando em consideração as mudanças climáticas, variações na vegetação, vazão de rios, pedologia e geomorfologia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1224578 - DANIEL FONSECA DE CARVALHO
Externa ao Programa - 2353141 - LEONARDO DUARTE BATISTA DA SILVA
Externo ao Programa - 2136627 - NIVALDO SCHULTZ
Externo à Instituição - TEODORICO ALVES SOBRINHO - UFMS
Notícia cadastrada em: 04/12/2020 11:18
SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - COTIC/UFRRJ - (21) 2681-4638 | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sig-node2.ufrrj.br.producao2i1