Banca de DEFESA: VINÍCIUS HENRIQUE BRANDÃO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VINÍCIUS HENRIQUE BRANDÃO
DATA : 27/06/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Caritas / Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro
TÍTULO:

 

Formação de jovens em agroecologia como meio de ampliar conhecimentos e re-territorialização dos espaços rurais



PALAVRAS-CHAVES:

 

Agroecologia, juventude rural, permanência no campo, dialogicidade, políticas públicas



PÁGINAS: 142
RESUMO:

 

O presente trabalho busca analisar a relação entre as informações /conhecimentos que são necessárias aos jovens no campo, produtor rural agroecológico, para sua permanência no meio rural com a possibilidade de geração de renda (viabilidade Econômica e bem estar (Inclusão Social e Respeito Ambiental). Dado que a juventude brasileira advinda do meio rural continua a abandonar o campo e a agricultura,  procurando alternativas nos grandes centros urbanos, onde acabam por ser , em grande parte das vezes, mão de obra em uma engrenagem de trabalho que, por muitas vezes, os despersonalizam e os desterritorializam. O caminho percorrido para abordagem desta dissertação se dá no campo do conhecimento acerca da Agroecologia como aporte de habilidades e competências necessárias para a re-territorialização e permanência do jovem no campo. Foram feitas entrevistas e observação participativa com uma amostra de jovens selecionados da região da Baía da Ilha Grande, no estado do Rio de Janeiro, que realizaram como participantes o curso “Formação agroecológica para jovens cidadãos do Rio de Janeiro”. A principal indagação desta pesquisa é: qual é o tipo de conhecimento e quais são as informações necessárias para fornecer aporte de geração de renda e bem-estar ao jovem, fazendo-o optar por permanecer no campo, a fim de que não alimente o processo migratório para os centros urbanos. A pesquisa aponta para uma construção de conhecimentos a partir da agroecologia, do amplo diálogo, dialogicidade de informações, do acesso às políticas públicas e aparelhos do Estado, da construção de uma cultura rural desenvolvida, forte e orgulhosa de suas origens. Este processo de construção se desenrola em um constante exercício para a concepção do desenvolvimento de autonomia da juventude rural, edificando seus próprios significados, construindo e redescobrindo seus valores, em trocas diárias de saberes para aprender e por consequência para ensinar, intervir, conhecer, sonhar, transformar.



MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CARLOS FREDERICO BOM KRAEMER - UFF
Externo ao Programa - 3353324 - DINA ANDRADE LIMA RAMOS
Presidente - 1802640 - LAMOUNIER ERTHAL VILLELA
Externo ao Programa - 1849562 - MARCIO DE ALBUQUERQUE VIANNA
Notícia cadastrada em: 19/06/2019 13:55
SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - COTIC/UFRRJ - (21) 2681-4638 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sig-node2.ufrrj.br.producao2i1